Blog

Acidentes de trabalho: um tema que precisa ser levado mais a sério!

Acidentes de trabalho: um tema que precisa ser levado mais a sério!

É fato que o Brasil ainda precisa evoluir bastante quando o tema é segurança do trabalho. Dados do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, desenvolvido pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) e pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) apontam que a cada 4,5 horas uma pessoa morre no País vítima de acidente de trabalho.

Com base em informações disponibilizadas por vários órgãos públicos, o Observatório estima que entre o começo do ano passado e o início de março de 2018, foram registradas 675.025 comunicações por acidentes de trabalho (CATs) e notificadas 2.351 mortes. Estudos apontam ainda que a cada 48 segundos um acidente de trabalho acontece no Brasil, o que faz com que nosso País ocupe a 4ª posição mundial, entre as nações que mais registram acidentes desse gênero.

A falta de uma cultura massiva de prevenção em indústrias, fábricas e demais estruturas de trabalho é sem dúvida o grande vilão dessa história. E, talvez, o dado que mais assusta é que 90% dos casos poderiam ser evitados, se fossem seguidas as medidas das normas regulamentadoras do Ministério do Trabalho. Essas regulamentações servem justamente para que as atividades sejam realizadas com total segurança.

Setores mais afetados

As notificações de acidente de trabalho foram mais frequentes no ramo hospitalar e de atenção à saúde, público e privado, onde foram registradas 10% das CATs.

Na sequência aparecem o comércio varejista (3,5%); a administração pública (2,6%); Correios (2,5%) e a construção (2,4%), seguido pelo transporte rodoviário de cargas (2,4%).

Ramo hospitalar e de atenção à saúde

0
%

Comércio varejista

0
%

Administração pública

0
%

Correios

0
%

Construção

0
%

Transporte rodoviário de cargas

0
%

Que são os profissionais mais vitimados?

Entre os profissionais mais vitimados estão os que trabalham em linhas de produção; técnicos de enfermagem; faxineiros; serventes de obras e motoristas de caminhões. Sempre importante ressaltar que quem trabalha em contato com máquinas e equipamentos tem mais chances de se acidentar e de sofrer ferimentos verdadeiramente graves.

Ações para reduzir os acidentes de trabalho

  • Fazer diagnósticos de riscos;
  • Cuidar da ergonomia dos funcionários;
  • Conscientizar e educar os colaboradores;
  • Promover ações de saúde e qualidade de vida.