Blog

Tênis de segurança: conforto e proteção para seus pés

Existem diversos os tipos de calçados profissionais, como botas, botinas, sapatos e até tênis de segurança. O modelo certo para cada ocasião varia de acordo com a atividade desenvolvida e os possíveis riscos que os trabalhadores estão expostos.

O calçado de segurança é um Equipamento de Proteção Individual (EPI) e seu uso no ambiente de trabalho é indispensável para evitar acidentes. Por isso, estes EPIs devem seguir as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) para garantir a sua qualidade e eficácia.

Além disso, os calçados de segurança podem ser fabricados em diferentes modelos e com vários tipos de materiais. O fechamento pode ser em elástico, velcro ou com cadarço. O cano também tem variação, como cano curto, médio ou alto. Ainda tem as variações nos tipos de solado, palmilhas e biqueiras.

Como já diz no título deste artigo, vamos falar, especialmente, sobre o tênis de segurança, suas características e indicações de uso.

Neste artigo vamos falar, especialmente, sobre o tênis de segurança, para que você conheça mais sobre esse modelo de calçado profissional. Para isso, vamos abordar os seguintes tópicos:

  • Proteção para os pés
  • Tipos de calçados profissionais
  • Características dos tênis de segurança

Proteção para os pés

O calçado de segurança é um item de uso obrigatório para quem trabalha com atividades que oferecem riscos de acidente para os pés. As normas da ABNT que regulamentam a confecção e uso destes EPIs são a NR6 e a NBR 20345:2015.

A NR6 trata da obrigatoriedade do uso dos calçados de proteção. Enquanto que a NBR ISO 20345:2015 garante o padrão de qualidade necessário a estes equipamentos de segurança.

Outra norma regulamentadora importante quando falamos de proteção para os pés é a NR9, que trata sobre os possíveis riscos que o trabalhador pode se deparar. São eles:

  • impactos de quedas de objetos sobre os artelhos;
  • descargas elétricas;
  • agentes térmicos;
  • agentes abrasivos e escoriantes;
  • agentes cortantes e perfurantes;
  • umidade decorrente de operações com uso de água;
  • respingos de produtos químicos.

Conhecer os riscos aos quais o trabalhador está exposto ajuda a escolher o calçado de segurança mais adequado para cada tipo de atividade. Além disso, é importante conhecer a classificação destes EPIs e os materiais em que podem ser confeccionados.

Tipos de calçados profissionais

Já falamos sobre quais são os possíveis riscos laborais e como é importante o uso de calçados profissionais para proteger o trabalhador. De acordo com os níveis de proteção, estes EPIs são classificados em três tipos:

  • calçado de segurança (NBR ISO 20345:2015);
  • calçado de proteção (NBR ISO 20346:2015);
  • calçado ocupacional (NBR ISO 20347:2015).

Dentro desta classificação, o calçado de segurança é o que proporciona um maior nível de proteção do trabalhador, protegendo contra impactos ou perfuração. A confecção deles conta com biqueiras de materiais mais resistentes, que podem ser de aço ou composite. Outro item são as palmilhas antiperfuro, confeccionadas em aço ou fibra de aramida.

O segundo tipo é o calçado de proteção, que oferece um nível menor de proteção em comparação ao de segurança. Estes calçados protegem os dedos de impactos menores, portanto não devem ser usados em ambientes onde os riscos exigem um nível maior de proteção.

Já o calçado ocupacional é também conhecido como calçado de trabalho e oferece as proteções básicas de segurança. Este tipo é indicado para trabalhadores que desenvolvem atividades onde os riscos são muito baixos.

Os calçados ocupacionais são pensados para oferecer conforto, aderência, resistência e absorção de impactos. Normalmente são utilizados em hospitais, laboratórios, serviços gerais, restaurantes, ambientes administrativos, serviços de entrega, entre outros.

Características dos tênis de segurança

Foi-se o tempo em que o calçado de segurança era relacionado somente com sapatos desconfortáveis, pesados e com design não muito atrativo. Hoje, com a tecnologia disponível, os EPIs para os pés podem ser encontrados em modelos que protegem e proporcionam o conforto ao mesmo tempo.

Os calçados profissionais podem ser confeccionados com diversos tipos de materiais de acordo com sua função. Os modelos vão desde os mais robustos e resistentes, até os mais leves, maleáveis e confortáveis.

O tênis de segurança é um desses modelos que alia proteção e conforto. Este calçado pode ser classificado como ocupacional, mas também pode trazer uma proteção maior de acordo com os opcionais utilizados.

Os materiais utilizados na confecção do cabedal dos tênis podem ser couro, nobuck, microfibra ou tecido. Já o solado pode ser em poliuretano ou EVA, entre outros materiais. Ao colocar uma biqueira de aço ou de composite no tênis, que suportam impactos de 200J e 15 kN, a proteção aumenta.

Por ter um design mais moderno e por ser mais leve, o tênis de segurança pode ser utilizado em ambientes administrativos, serviços de entrega, indústrias automobilísticas, entre outros. É uma ótima opção também para atividades de lazer.

Pensando nisso, a Kadesh traz a sua linha de tênis de segurança: o Safe Tech. Confeccionado em tecido rip stop e disponível nas cores azul e preto. Os opcionais são a biqueira de composite ou polipropileno e a palmilha antiperfuro.

Precisa de ajuda? Converse conosco